Serviço de castração de animais de Nilópolis volta a atender gatos e cães já cadastrados

Moradores procuraram o serviço de castração de animais disponibilizado pela Prefeitura de Nilópolis nesta quarta-feira (6/10). Quinze gatos machos foram esterilizados durante todo o dia no castramóvel instalado no Centro de Eventos, na Rua Carmela Dutra, sem número, bairro Frigorífico.

O veterinário Rafael Murilo e dois assistentes atenderam os animais, enquanto os recepcionistas cadastravam os dados dos tutores dos felídeos.
O prefeito Abraãozinho visitou o local e cumprimentou os donos de animais e funcionários que trabalhavam no local. “ É nossa obrigação cuidar desses animais. Tivemos que parar o serviço de castração para atender exigências do Conselho Regional de Medicina Veterinária, mas agora retornamos”, afirmou Abraãozinho, acrescentando que já está em planejamento a execução da Clínica Municipal Veterinária.


“Queremos oferecer consultas e exames, além da castração”, informou o prefeito. Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais, o vereador Leandro Hungria também esteve no local para acompanhar o atendimento, assim como Paulino Barbosa, o Vizinho, cuja mãe tem um abrigo para animais. Vizinho salientou que a castração, no lugar de vacinas anti-cio, pode evitar o desenvolvimento de câncer em animais.


Tigrinho, um gato lourinho de 1 ano e 3 meses, foi o primeiro a ser operado. A explicadora Viviane Silva, moradora de Olinda, levou o bichano de sua mãe, Celia Silva, 65 anos, para ser castrado depois de ser contatada por celular. A consultora de beleza Sebastiana Inês carregou três gatos para castrar. Todos têm em torno de 1 ano e meio. “Eu tenho três e uma gata apareceu prenha. Ela teve nove filhotes e agora vou colocá-las para adoção, não tenho condições de ficar com todos”, contou.


Miguel, a irmã Clara e a mãe Patrícia Miranda transportaram os gatos Tchalla e Zeus para serem submetidos à cirurgia. “ Acho maravilhoso que a Prefeitura ofereça esse serviço. Esse procedimento e o tratamento dos animais depois não é barato”, elogiou Patrícia, que ouviu do prefeito Abraãozinho que ele adotou as gatas Mia e Ellon. Elas agora moram em seu apartamento, junto com o rato twitter Sebastian, de seu filho Miguel.


Diretor da Vigilância Sanitária, Gustavo Naame afirmou que a ideia é expandir o atendimento, mas tal medida depende da contratação de mais profissionais para esse tipo de serviço. “Grandes animais precisam de mais cuidados. Eles demandam mais tempo, mais sedativos e mais anestesia e remédios depois ”, explicou ele, que promoverá novos atendimentos nas próximas quartas-feiras para nilopolitanos que já tinham solicitado a castração de seus pets.


Gustavo Naame contou que há cerca de 400 animais cadastrados que estão aguardando cirurgia de esterilização. “Nossa prioridade agora é zerar a fila de animais. O serviço foi suspenso por mais de seis meses, durante a fase roxa da pandemia. Nossa intenção é atender a essa demanda, para depois abrir inscrições para novas cirurgias”, informou.

Você pode gostar...