Secretaria de Turismo promove desenvolvimento social e econômico em Nilópolis

Você sabia que a Secretaria Municipal de Turismo tem a grande missão de promover e incentivar o turismo como fator de desenvolvimento social e econômico? O foco é no bem-estar social dos cidadãos de Nilópolis, a valorização cultural e a geração de emprego e renda por meio do planejamento e gestão do turismo na cidade.

Nesta linha de trabalho em que o turismo local pode movimentar a economia de uma região, Nilópolis tem em seu escopo administrativo a Secretaria Municipal de Turismo, que vai muito além de guiar a determinados pontos turísticos.

A cidade de Nilópolis, com toda sua história relevante desde o Brasil colonial em que iniciou o processo de catequização dos índios jacutingas até a atual formação comercial, passou por um longo processo de desenvolvimento onde o patrimônio histórico e cultural retratam essa historicidade. E com a presença dos ícones mundiais do carnaval, tais como a Beija-Flor, que teve seu início como um bloco de rua.

Com a chegada da Secretaria de Turismo em Nilópolis, iniciou-se todo um processo de captação de recursos com vistas ao desenvolvimento de projetos para melhorias na cidade. O foco é atrair investimentos e fomentar as festas tradicionais do município, através do turismo de carnaval, do turismo religioso e demais festejos da cidade, tais como o aniversário de emancipação político-administrativa.

Estas parcerias buscam não onerar aos cofres públicos, trazendo investimentos para o setor econômico através da cadeia turística. O maior referencial deste trabalho foi a vitória de se conseguir recursos para a reforma do mercado popular, que irá beneficiar centenas de trabalhadores e artesãos locais.

Quais são as atribuições da Secretaria de Turismo no município de Nilópolis?

Pesquisar e desenvolver a cidade de Nilópolis a fim de promover o turismo local como apoiador da cidade do Rio de Janeiro.

Captar recursos públicos e privados para desenvolver e melhorar o bem-estar dos munícipes.

Divulgar, fomentar e preservar os patrimônios listados abaixo:

Turismo Cultural: Carnaval da Cidade (Beija-Flor); Artesanato (feiras); Gastronomia (Batida do Primo).

Turismo Histórico: Sinagoga Israelita (Não Visitável), Fábrica Widda (Brinquedos); Busto do Paulo de Frontin; Ferrovia Central do Brasil.

Turismo Religioso: Capela São Mateus; Maçonaria Iguassuana, 1ª Igreja Batista de Nilópolis, Igreja N.Sª da Conceição (Padroeira da Cidade).
Turismo Natural: Parque Natural do Gericinó (Unidade de Conservação); Parque Sara Areal.

Quem sai de um município para outro com objetivo de conhecer a cultura de determinado local, um parque importante ou ainda uma característica regional, é considerado turista. E todo o turista traz consigo emprego e geração de renda, levando para casa conhecimento sobre o local e suas peculiaridades, além de difundir em seu meio diversas informações sobre o ambiente visitado.

Você pode gostar...

%d bloggers like this: