Banda da escola de música de Nilópolis é a única da Baixada a receber instrumentos da Funarte

Um trombone de vara e um trompete agora farão a alegria dos músicos.

Um trombone de vara e um trompete, de fabricação estrangeira, são os novos instrumentos musicais da Banda da Escola Municipal de Música Weberty Bernardino Aniceto, em Nilópolis. Um dos fundadores da escola, o maestro Jorge de Paula mostrou com orgulho os novos apetrechos de orquestra, adquiridos por intermédio de edital da Fundação Nacional de Arte (Funarte) de apoio às bandas de música. A banda da escola foi a única da Baixada a ser contemplada com os instrumentos.

“Inicialmente seriam cinco instrumentos para cada banda, mas como houve poucas inscrições, eles abriram um novo edital e recebemos o trombone e o trompete. E ficamos super felizes, porque custam caros, mesmo os fabricados aqui. Esse trombone de vara é comercializado, em média, por R$ 12 mil, e o trompete por R$ 9 mil”, afirmou Jorge de Paula, que atende 700 alunos.

“Somos a única escola municipal de música da Baixada Fluminense e a única banda de música da região também. Ficamos mais de um ano fechados por causa da pandemia e estamos retomando aos poucos as aulas presenciais”, salientou o maestro, acrescentando que os instrumentos serão usados pelos alunos da banda, que treinam às quartas-feiras, sempre as 17h, na sede da escola, que funciona no CIEP 136 Stella de Queiroz, na Estrada Doutor Rufino Gonçalves Ferreira, sem número, no bairro Frigorífico.

Jorge de Paula disse que os instrumentos da banda foram adquiridos há 20 anos e, cada um deles, é usado por até 10 alunos. “ Eles tocam o mesmo instrumento e não têm condições de mandar para manutenção. A limpeza e conservação de um saxofone, por exemplo, custa em média R$ 800,00, e de um clarinete, R$200,00”, comparou ele, acrescentando que a orquestra conta com 40 alunos que começaram há três anos.

Criação da escola e aulas para a terceira idade

Fundada em 1995, a Escola Municipal de Música Weberty Bernardino Aniceto oferece um curso básico de música de três anos, que tem o mesmo reconhecimento que o diploma da Escola de Música Villa Lobos, e o certificado de conclusão permite aos alunos concorrerem a concursos para músico militar. “ Nosso diploma é reconhecido pela Secretaria de Estado de Educação. Quem estuda aqui tem aulas de história da música, teoria musical, percepção musical, além da prática. Entre as disciplinas, estão também canto lírico e popular, piano, teclado, violino, violão e flauta”, listou o diretor.

A unidade escolar também oferece aulas de música para a terceira idade, que devem retornar presencialmente agora em agosto, e de musicalização infantil para crianças a partir de sete anos.

Você pode gostar...